And the oscar goes to:

 Em 2015 já não devíamos de falar em direitos da mulher. Devíamos falar em direitos humanos e esses mesmos direitos deviam ser iguais para todos (o mesmo vale para as ditas minorias (que são, quase sempre maiorias) como os negros ou as crianças).

Direitos humanos deviam ser para todos os humanos.

Mas, como ainda estamos em 2015 são momentos destes que ((já) fazem a diferença.

(Também houve tempo para se falar em outras minorias, cada vez maiores, como os doentes de esclerose lateral amiotrófica e de alzheimer. Alertar consciências. É muito disso que precisamos.)

(E, se querem que fale dos vestidos dos óscares, casava-me já, e sem pensar em quem é o noivo, com o vestido que a J-Lo usou. I say yes to the dress!)

publicado por Marina Ricardo às 23:00 | link do post | Adicionar aos Favoritos (1)