Quinta-feira, 21.02.13

A saudade vem em ondas

Ainda continuo à espera que me telefones - quantas horas te tive do outro lado da linha?

Hoje dei comigo a olhar para o telefone de casa, aquele já nem usamos, e fui atacada por uma onda de saudade.

A saudade vem assim, em marés - também as sentes?

Queria que me ligasses, mas, sei que jamais voltaremos a falar ao telefone.

E sinto falta disso. Já ninguém me chama "menina" sabias? E mesmo que chamasse, nunca o fariam com a tua voz...

Embora a tua presença ainda me consola, tua voz falta-me falta.

Faltam-me as tuas palavras… Fastas-me tu - tu por inteiro.



publicado por Marina Ricardo às 01:30 | link do post | comentar | Adicionar aos Favoritos
Terça-feira, 19.02.13

Fui e já voltei

Férias de alma... por uma tarde...

publicado por Marina Ricardo às 19:00 | link do post | comentar | Adicionar aos Favoritos
Domingo, 04.11.12

Viveria em paz

Gostava de saber para onde vão os teus olhos quando os fechas e dormes, enquanto te olhamos.

Por que mapas divinos e amaldiçoados poes a vista quando a nós não nos vês.

Deixaria os porquês, se me apontassem no globo celestial o local exato para onde te levaram sem te despedires.

Perdoaria quem o fez, pela descrição exata da tua felicidade diária, fora deste corpo que a doença decidiu tomar, preservando como seu.

Amaria de bom grado essa que te rouba de ti, se ela me mostrasse que, fora de ti, és tu, além de nós, além do corpo que ela te possuiu.

E assim, na certeza da tua pacificação, felicidade e consciência, viveria em paz.

 

publicado por Marina Ricardo às 02:47 | link do post | comentar | Adicionar aos Favoritos
Sábado, 23.06.12

Cá de Dentro #12

No tempo em que ligavas o gira-discos e dançávamos ao som de The Beats e Carlos Paião,

o São João era bem melhor…

 

publicado por Marina Ricardo às 19:07 | link do post | comentar | Adicionar aos Favoritos
Domingo, 11.03.12

Cá de Dentro #2

Não te quero na memória. Quero-te na vida que anda, gira, atropela e afoga. Quero-te na vida que dá alegria, felicidade e vitória.

Quero-te na vida vivida não em sonhos com tom de pesadelo.

 

publicado por Marina Ricardo às 15:07 | link do post | comentar | ver comentários (1) | Adicionar aos Favoritos
Sábado, 11.02.12

"It's you, it's you, it's all for you"

Hoje, estupidamente, percebi que não verás o que tenho conquistado, o pouco que me parece tanto, que tenho feito.

Não poderás perceber o meu brilho, nem me darás a mão quando nele escorregar.

Não conseguirás estar lá, de pé, de olhos brilhantes sorrindo em sinal de aprovação.

Mas, vai senti-lo à tua maneira, do teu modo alternativo que sei que existe.

Mas, hoje ao tomar noção disso, chorei como há muito não fazia.

 

publicado por Marina Ricardo às 16:07 | link do post | comentar | ver comentários (4) | Adicionar aos Favoritos
Domingo, 22.01.12

Diagnóstico

Tudo começa com um simples esquecimento. Uma troca. Um riso descoordenado e fora de tempo.

Depois seguem-se os tempos em não sabemos quem somos. Onde estamos e para onde vamos. O presente perde interesse e o passado imerge. As memórias de tempo que já lá vão dominam a mente.

As trocas de entidade são o próximo passo. As nossas e a dos outros.

Dai até ao esquecer de como comer, como andar e o como falar são dois passos.

E por aí em diante. As faculdades vão-se perdendo, assim como os traços características da personalidade. Os traços que nos tornam únicos.

A alma perde o brilho e passamos apenas a ser habitantes mudos do nosso próprio corpo, também ele dilacerado pela doença se apoderou de tudo o que nos pertencia.

 

tags: , ,
publicado por Marina Ricardo às 23:07 | link do post | comentar | ver comentários (2) | Adicionar aos Favoritos
Segunda-feira, 05.12.11

São Meus.

Prendi-te aos momentos que eternizei.

Gravei-te na mente, escondi-te no coração.

Fechei-te na palma da mão. Fiz-te parte de mim, parte de quem me tornei.

Carreguei-te. Transporto-te. Dentro. Perto. Aqui. Sempre. Para todo o sempre.

 

(Os meus avós/padrinhos, anos atrás...)

 

 

 

publicado por Marina Ricardo às 02:17 | link do post | comentar | ver comentários (4) | Adicionar aos Favoritos
Quinta-feira, 20.10.11

Na verdade...

Na verdade, tenho muitas, muitas, muitas, saudades tuas.

Tenho saudades de nós...

Estás tão perto, mas tão longe...

Estás aqui, mas não estás presente, em ti.

Tenho saudades tuas. Muitas...

 

publicado por Marina Ricardo às 00:47 | link do post | comentar | ver comentários (3) | Adicionar aos Favoritos
Domingo, 14.08.11

Como tu

Roubaram-te. Levaram-te as memórias que demoras-te anos, e anos a recolher.

Colheram-tas, e lançaram-nas ao vento, dando-as a ninguém.

Foste – e és – vítima de um assalto diário às tuas capacidades.

Só queria um dia ter a tua força, o teu amor à vida.

Um dia, quero ser como tu – forte e viva, mesmo que a vida, ou a morte, me deixem sem nada, para além da dor. 

 

tags: ,
publicado por Marina Ricardo às 00:37 | link do post | comentar | ver comentários (8) | Adicionar aos Favoritos

mais sobre mim

pesquisar neste blog

 

Outubro 2017

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
14
15
17
18
20
22
24
25
26
27
28
29
30
31

posts recentes

tags

Fotografias que vou instagramando

Crónica Semanal

Brianne - Fanfic

Contador