Terça-feira, 15.09.15

magic

10957261_723866314424368_1618569024_n.jpg

 

Nazaré.

publicado por Marina Ricardo às 22:50 | link do post | comentar | Adicionar aos Favoritos (2)
Quinta-feira, 01.01.15

1 of 365

IMG_20150101_195023.jpg

 Esperança. Vamos começar com pé direito e dedos cruzados.

publicado por Marina Ricardo às 20:37 | link do post | comentar | Adicionar aos Favoritos (1)
Quarta-feira, 01.01.14

2014

Sejam Felizes, Muito Felizes, Sempre Felizes! E sonhem, de olhos abertos, de braços abertos - sempre, sempre, sempre...

publicado por Marina Ricardo às 00:00 | link do post | comentar | Adicionar aos Favoritos
Quinta-feira, 05.12.13

*

 

 

 

 

 Uma vez, na escola, já lá vão uns valentes anos, fiz um trabalho sobre Mandela.

 Lembro-me de a cada pesquisa que fazia, mais Mandela e a sua mensagem se alojavam no meu coração. Não me parece que Tata fizesse por menos – não se limitava a falar aos ouvidos, ou a ficar na porta do coração – entrava, tomava conta e depois logo se via.

 Nunca conheci Mandela, mas, ele, de alguma maneira encontrou-me. A mim e a meio mundo – ou ao mundo todo.

 Ontem morreu o Nelson, o corpo de um homem que viveu muito, porque o Mandela, essa lenda que viveu, será eterno.

publicado por Marina Ricardo às 23:00 | link do post | comentar | Adicionar aos Favoritos
Quarta-feira, 27.11.13

frio

Tem os pés frios, como fria lhe anda a esperança.

publicado por Marina Ricardo às 01:00 | link do post | comentar | Adicionar aos Favoritos (1)
Sexta-feira, 01.03.13

é isso

Março começa com aventura - e como eu gosto destes mares de ondas grandes.

Começo de novo a pisar solo desconhecido, e talvez esta seja a única vez na vida em que tenho um plano a longo prazo. Seis meses onde sei onde vou estar, seis meses, meio ano ali e aqui, com morada certa.

Já disse à minha mãe que não acredito que seja tanto tempo de estagnação, na minha vida nunca antes tal coisa aconteceu.

Será desta, não será? Não sei, e sempre me dei bem com isso.

Às vezes precisamos de surpresas, daquelas boas, e daquelas más.

Crescemos e aprendemos com ambas – tudo são experiências, tudo nos engrandece.

Quero felicidade – e que ela venha com pássaros, no céu e aqui, aqui dentro.

Asas e voos sincronizados é isso que eu quero, é isso.


publicado por Marina Ricardo às 00:37 | link do post | comentar | ver comentários (7) | Adicionar aos Favoritos
Quarta-feira, 06.02.13

...

Em mim a esperança desfolha como rosa velha, rosa que murcha a cada dia, sem nunca chegar a morrer de facto...

 

publicado por Marina Ricardo às 23:07 | link do post | comentar | ver comentários (1) | Adicionar aos Favoritos
Terça-feira, 01.01.13

Açúcar

Talvez haja uma brisa nova, mais açúcar no ar.

Talvez seja do sol, que por entre nuvens, espreita no céu. Ou dos pássaros, que mesmo de asa partida, querem voar.

Ou, talvez seja dos corações vestidos de novo, ou das unhas pintadas de fresco, não lascadas.

Talvez seja eu e o pulsar de vida nova que me quer cavalgar do peito.

Ou, talvez, seja apenas a esperança que há nas almas. Há algo diferente no ar, mais açúcar, mais duçura-



publicado por Marina Ricardo às 22:27 | link do post | comentar | Adicionar aos Favoritos

FELIZ 2013!!

publicado por Marina Ricardo às 00:00 | link do post | comentar | ver comentários (1) | Adicionar aos Favoritos
Sábado, 15.12.12

"O Teu Lugar..."

Um destes dias andava eu pelo facebook e encontrei uma frase que me chamou a atenção. Comentando uma foto de uma das (melhores) amigas eu fiz na universidade, outra colega escreveu “o teu lugar é numa TV”. Não me demorei muito a pensar se seria verdade ou não (ela tem um talento inegável e uma relação de atração com a câmara), mas, o que captou foi a expressão “o teu lugar é…”.

Durante estes últimos meses muito tempo dispensei à ideia do lugar onde pertenço. E penso não ter chegado a grandes conclusões.

Talvez grande parte dos que me rodeiam pensem que, neste momento, estou no lugar errado. Porém, raros são os momentos em que me sinto erradamente colocada. Sinto-me bem – muito bem, aliás, com a posição que ocupo por estes dias.

Suponho que na vida passamos mais de 90% do nosso tempo a tentar encontrar o nosso lugar neste grande mundo, sem nunca percebermos que enquanto questionamos o assunto não estamos a ver o local onde estamos. Esse pode muito bem ser o nosso lugar no mundo, a nossa “casa”, e com pressa e procura incessante nem demos por ela.

O meu lugar pode ser aqui, tal qual como estou, pode ser do outro lado do mundo, pode ser numa floresta a comer peixe cru, pode ser num orfanato a limpar cocó mal cheiroso de pequeninos na china, pode ser além de mim, sem ela, com ele, sem ninguém ou com todos.

Decerto não será para onde me mandam – aposto que poderá ser onde caí sem querer ou onde escolhi estar. Pode ser um jornal, um supermercado, um hospital ou uma selva. Não sei, e acho que, por agora, estou mais desafiada a decorar cada local por onde passo. Sabe-los de cor, e tê-los em mim, sabe-los e não deixar que eles me sufoquem, parece-me um bom objetivo para as próximas semanas.

Possivelmente nem no último suspiro venha a perceber qual é, ou qual foi o meu lugar por estas bandas. Só espero ter sido feliz e completa por todos os locais por onde passei – nunca nada menos do que isso.

 

publicado por Marina Ricardo às 00:57 | link do post | comentar | ver comentários (2) | Adicionar aos Favoritos

mais sobre mim

pesquisar neste blog

 

Outubro 2017

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
14
15
17
18
20
22
24
25
26
27
28
29
30
31

posts recentes

tags

Fotografias que vou instagramando

Crónica Semanal

Brianne - Fanfic

Contador