Quinta-feira, 19.07.12

Inferno na Terra


Indescritível.
publicado por Marina Ricardo às 02:27 | link do post | comentar | ver comentários (3) | Adicionar aos Favoritos
Domingo, 15.04.12

Ai Tumblr, tumblr...

" Eles amam-se.

Toda a gente sabe, mas ninguém acredita. Não conseguem ficar juntos. Simples. Complexo. Quase impossível. Ele continua a viver a sua vidinha idealizada e ela continua a idealizar a sua vidinha.

Alguns dizem que isto jamais dará certo. Outros dizem que eles foram feitos um para o outro.

Eles preferem não dizer nada. Preferem meias palavras e milhares de coisas não ditas. Ela quer atitudes, ele quê-la a ela. Todas as noites ela pensa nele, e todas as manhãs ele pensa nela. E assim vão vivendo até quando a vontade de estar um com o outro for maior do que os outros. Enquanto o mundo vive lá fora, dentro de cada um tem deles há um pedaço do outro. E mesmo sorrindo por ai, cada um sabe a falta que o outro faz.

Nunca mais se viram, nunca mais se tocaram e nunca mais serão os mesmos. É fácil porque os dias passam rápidos demais, é difícil porque o sentimento fica, vai ficando e permanece." 

 

 

  Não sei quem escreveu, mas...

 

.

publicado por Marina Ricardo às 22:27 | link do post | comentar | ver comentários (7) | Adicionar aos Favoritos
Segunda-feira, 20.02.12

Razões para eu estar Solteira

publicado por Marina Ricardo às 11:37 | link do post | comentar | ver comentários (11) | Adicionar aos Favoritos
Terça-feira, 24.01.12

Das histórias inacabadas…

Ela ostentava uma pose segura, parecia saber perfeitamente o que fazia – ela fingia bem. Vestia um grosso casaco de inverno e estava levemente curvada para trás.

Pelo canto do olho viu-o aproximar-se. Ignorou a sua presença e continuou a disparar flashes.

A fachada do prédio não era nada do que ela precisava. Mas, na falta da foto e das declarações da empresa proprietária do armazém, nada melhor se podia arranjar.

Ela ajustou o ângulo da fotografia – já que não podia fazer mais nada, pelo menos que a imagem fosse boa.

Ele continuava a aproximar-se. “Não é nada contigo” pensava ela concentrando-se no seu trabalho.

- Boa tarde – soou atrás dela.

- Boa tarde - respondeu, afastando a máquina fotográfica do olho.

- Conseguiste as declarações de alguém? – quis ele saber.

Ela pareceu confusa. Porque quereria ela saber se ela conseguira ou não as declarações exclusivas dos representantes da empresa?

- Sou do Correio da Manhã – explicou.

Dois dedos de conversa. Más noticias e um lamento comum. Um trabalho inacabado para os dois.

Despediram-se, enquanto ela descobria uns lindos olhos azuis por detrás dos óculos de aros pretos.

Mais dois flashes, e ela atravessou a rua. As redacções são lugares confusos e que vivem de notícias e informações fresquinhas que têm de ser transportadas com brevidade.

Ela partiu de carro, ele dedicou-se às fotografias. Se a historia deles poderia ter sido diferente? Podia…. Mas o tempo é escasso e ela é especialista em histórias inacabadas.

 

publicado por Marina Ricardo às 00:17 | link do post | comentar | ver comentários (1) | Adicionar aos Favoritos
Quarta-feira, 21.09.11

Music

 

 

“Sometimes you get run down. Sometimes life throws dirt in your eyes and it stings and you can’t see for a few minutes. Even after you get it out your eyes are all red and your vision is shitty… but eventually, whether through tears or maybe just time… you start to see even clearer than before. Life is not always good. Which is why music exists.”

 

Hayley Williams

publicado por Marina Ricardo às 01:37 | link do post | comentar | ver comentários (4) | Adicionar aos Favoritos
Quinta-feira, 08.09.11

Que seja doce...

publicado por Marina Ricardo às 23:07 | link do post | comentar | ver comentários (8) | Adicionar aos Favoritos
Terça-feira, 06.09.11

Compreensão Precisa-se

A compreensão entre humanos, não é fácil. Não basta falar, articular correctamente as palavras, ou saber expressar-se.

As barreiras são outras. Nós somos as nossas próprias barreiras de comunicação. Os nossos pontos de vista, sentimentos e atitudes. Tudo se entrepõe entre nós.

E depois, há os outros e as relações.

Não é fácil explicar aos nossos amigos, aos que nos querem bem, porque não riscamos os que nos magoam da nossa “lista”.

E, por mais que nos expliquemos, que digamos não o podemos fazer, que não podemos descartar assim quem, em algum tempo, foi o nosso ombro amigo, eles não compreendem.

O problema – o nosso, é que nem sempre temos a certeza  de que cortar os laços que nos prendem aos que nos ferem seja a melhor opção. Temos de os olhar nos olhos, e ver, ter certezas.

E por fim, decidir – abrir de novo o coração, ou censurar com um risco grosso de lápis, quem, um dia, amamos.

 

publicado por Marina Ricardo às 19:07 | link do post | comentar | ver comentários (8) | Adicionar aos Favoritos
Domingo, 04.09.11

Universo

O universo funciona de modo estranho.

Com demasiasas forças que se atarem e repelem. Com demasida desordem, atrito, inercia.

Enquanto uns dormem, outros desejam desesperadamente acordar. Enquanto uns sonham, outros gritam presos em pesadelos.

 

E é assim, nada o pode evitar. É o contrabalanço deste estranho e incompreensivel universo.

 

 

 

publicado por Marina Ricardo às 16:37 | link do post | comentar | ver comentários (4) | Adicionar aos Favoritos
Quinta-feira, 25.08.11

Amanhã, faço pausa na realidade.

 

publicado por Marina Ricardo às 01:27 | link do post | comentar | ver comentários (2) | Adicionar aos Favoritos
Quinta-feira, 11.08.11

Hope

" Somewhere weakness is our strength
And I'll die searching for it.
Can't let myself regret
Such selfishness
My pain and oh the trouble caused
No matter how long.
I believe that there's hope
Buried beneath it all
And hiding beneath it all and
Growing beneath it all. "
...

publicado por Marina Ricardo às 00:46 | link do post | comentar | ver comentários (6) | Adicionar aos Favoritos

mais sobre mim

pesquisar neste blog

 

Outubro 2017

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
14
15
17
18
20
22
24
25
26
27
28
29
30
31

posts recentes

tags

Fotografias que vou instagramando

Crónica Semanal

Brianne - Fanfic

Contador