Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



apaixonada

por Marina Ricardo, em 23.07.21

E aqui sigo, sozinha, embalada na música que podia ter sido nossa, apaixonada pela história de amor que não tivemos.

publicado às 23:22

Cinema de domingo à tarde

por Marina Ricardo, em 21.07.21

Continuo a espera do nosso momento de filme.
Trocas de olhares envergonhados. Eu baixo os olhos, tu sorris. Eu deixo cair aquela pilha de papéis, tu apareces, milagre!, ajudas-me, e as nossas mãos tocam-se.
Em que nos cruzamos no café e casualmente te sentas na minha mesa. Em que, conversa puxa conversa, acordamos que a vida que se passou entre nós não significa nada. Que o facto de, agora, não nos conhecermos não faz diferença nenhuma. Em que está tudo bem.
Continuo a fantasiar com esse final épico de comédia romântica de domingo a tarde.
Mas, na verdade, nenhum de nós está assim tão interessado, nem vivemos na fox life...

publicado às 19:59

Marte

por Marina Ricardo, em 09.07.21

Entramos em período retrogrado antes de alinharmos os astros.

publicado às 23:27

Não vale a pena, deixa estar

por Marina Ricardo, em 12.06.21

Não me olhes plana. Tenho muito mais vales e montanhas do que aqueles terrenos acidentados que pensas ter visto.
Não me tomes por aquilo que sentes, muito menos pelo que julgas ver.
Não me dês adjetivos, nem me contes por palavras que não me saíram da boca.
Não me tracei com linhas suaves, ou palavras feitas.
Não fui feita para ser subtil, nem para me escrever pelas letras dos outros, nem tão pouco para caber nos teus moldes apertados.

publicado às 20:07

amiúde

por Marina Ricardo, em 28.05.21

Aproveito o vazio das noites, o silêncio de quem dorme.
Postro-me, quase sempre, numa cadeira qualquer e deixo-me consumir por todas as intempéries que fecho, a sete chaves, em baús e caixas negras que trago amiúde debaixo do braço.
Dreno-me assim de toda a vida que fingo viver leve, levemente. Pego as dores ao colo, embalo-as devagarinho, quais crianças frágeis. Passo assim as madrugadas: voz embargada, alma perdida, medo no regaço. Quando o dia amanhece, adormeço e nasço para um novo dia. Com tudo. Sempre sem nada.

publicado às 01:25

Finitos Infinitos

por Marina Ricardo, em 27.05.21

Quero sempre tantos infinitos, para uma vida tão finita.

 

publicado às 01:27

Fátima, futebol e fado - sempre

por Marina Ricardo, em 12.05.21

São 4:30h. Cheguei à pouco do trabalho. Exausta.

Estou sentada no sofá, a procurar o sono e a beber um galão. E, estou completamente abismada com o que se está nas principais avenidas lisboetas. 

A falta de noção deste país e fado, futebol e Fátima é abismal...

publicado às 04:24

Amigos, amigos, corações à parte.

por Marina Ricardo, em 10.05.21

Sentei-me e pousei o coração em cima da mesa. Há conversas que só podemos ter assim: corações à parte.

publicado às 14:21

...

por Marina Ricardo, em 07.05.21

Já te morri no regaço.
Seguraste a vida em suspenso enquanto me tomavas conta das dores.
Dormiste á minha cabeceira muribunda. Calada. Atenta. A segurar o mundo para que eu pudesses morrer quanto tempo quisesse.
Já vivi muito. Morrer só morri uma vez. No teu regaço. E foi de braço dado contigo que renasci.

publicado às 17:27

Ora

por Marina Ricardo, em 15.04.21

Ando há deriva num mar de letras. Vivo amedrontada: ora de me afogar, ora de as engolir.
Ora de as ler. Ora de me ler nelas.

publicado às 01:24


Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Julho 2021

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Fotografias que vou instagramando




Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.