Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




A Saga do “joelhinho doente”

por Marina Ricardo, em 17.09.12

Nuca fui uma pessoa que pessoa que possa ser simpaticamente apelidada de atlética e /ou atleta. Correr nunca foi comigo: tropeço nos pés, nas mãos, nos cabelos e no ar.

Mas, algures no secundário alcancei a proeza de conseguir fazer um male não identificado no meu joelho esquerdo. Ao género de ovni, sozinha – sem haver contato físico ou choque violente com ninguém, lesionei-me.

O joelho – pobre desgraçado, inchou feito balão – bfu, bfu, bfu. Cada suspiro de dor, mais uma insufladela de “ar” no dito cujo.

Encarei tudo com normalidade – dois pés, dois braços e um pulso torcido depois, tudo nos parece fácil de curar.

Mais um analgésico e a coisa compõe-se.

As calças não passam do joelho. Problema. Mas, decerto que os anos 90 me haviam deixado um presente. Calças estilo varredor de rua, o que me permitia uma maior “folga” para que a amaldiçoada dobradiça da perna lá caiba.

Mais dois dias, e uns quantos comprimidos, depois e a coisa não voltou ao sitio. Gelo! Gelo ajuda! Ajuda, mas não cura nem tira as dores.

Hospital. Médico de família. Raio-X. Exames. Amassos.

Não há maneira do desgraçado de caber nas calças. Passamos para as calças de fato de treino – de todas as cores e feitios. Elas e as muletas a fazer pandam.

Três meses. Três meses de equilibrismo nas canadianas, 3 meses de inverno e chuva com quedas e mais idas ao hospital à mistura. Massagistas. Máquinas (de choques) para estimular a coisa a perder o volume que não lhe pertence.

Três meses de espera, exames e dores, três meses que levaram a um diagnóstico inclusivo. Três meses que se transformaram em três anos...

Ficou o Joelhinho doente. O mal-amado que me dói nos dias que não deve; o que me prende os movimentos nos dias que tenho de correr; o que não me deixa ajoelhar (problemas matrimoniais ou de noivado futuros).

Mudanças de tempo são a tortura – maldito nevoeiro que desde ontem se decidiu instalar!, e lá voltei eu às tiras analgésicas (que têm tanto de eficazes e de bem cheirosas como de caras!)

Não está fácil e a saga do joelhinho doente continua… e continuará, mesmo depois de amanhã ir (à nova) massagista.

 

publicado às 19:37

Não é o da Melinda Maria, mas desfaça bem!

por Marina Ricardo, em 17.09.12

Da Parfois 

publicado às 15:27

Razões para Amar Kristen Stewart - Parte 5

por Marina Ricardo, em 17.09.12

publicado às 00:57


Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Setembro 2012

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30

Fotografias que vou instagramando




Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2011
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.