Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




"E pronto, acabou-se", resume um bocadinho o sentimento se a frase for seguida de um profundo suspiro. Tenho pena que esta fase tenha acabado- tenho de facto.

Sei que muitos de vocês devem ter pensado que para alguém que se matou a estudar (como eu matei, sem arrependimentos), trabalhar num supermercado foi de certo modo redutor. Porém posso afirmar-vos que, muito pelo contrário, foi engrandecedor.

Como já por aqui disse, este período, serviu em muito para uma nova mentalidade se instalar em mim - sinto-me mais confiante, mais aberta a novas experiências. Sinto-me melhor comigo e com os outros. Vi-me em situações novas, com pessoas novas, um trapézio sem rede - literalmente. Tiraram-me o papel e a caneta, as notícias e deram-me comida para vender. Comida, uma caixa registadora e clientes de todas as idades e feitios.

Estar fora da minha zona de conforto fez-me perceber de que fora dela sou capaz de muito mais do que imaginava (que se lixe o conforto, que vá passear a zona!).

Espero voltar, em breve - espero mesmo. Sempre gostei de supermercados, foram forma de terapia e aconchego, durante 3 anos, em Vila Real: lembravam a família que estava longe.

Se não voltar, melhores e diferentes coisas me esperam. E que eu continue sempre a aprender. Sempre.



publicado às 23:37

O que é Nacional (também!) é Bom

por Marina Ricardo, em 29.12.12

Florbela. Vi ontem e gostei MUITO.

Os mortos são na vida os nossos vivos, andam pelos nossos passos, trazemo-los ao colo pela vida fora e só morrem connosco. Mas eu não queria, não queria que o meu morto morresse comigo, não queria! E escrevi estas páginas…
Este livro é de um Morto, este livro é do meu Morto. Que os vivos passem adiante…

publicado às 20:37

O Amor

por Marina Ricardo, em 29.12.12

Que venha assim, como beijo na noite, com a suavidade de uma asa de borboleta.

Que seja arrepio no frio da madrugada. Dor de alma, fogo da paixão, nuvem no céu. Sol.

Que venha assim, sem medo e sem dor. Nem morte, nem vida.

Que seja definitivo, sem fim e sem início. Sem meio, no meio dos que o procuram.

Que venha e seja, o resto a gente compõe.

 

 

publicado às 00:07


Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Dezembro 2012

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031

Fotografias que vou instagramando




Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.