cama

O seu lugar favorito eram as madrugadas. O silêncio do outros e o barulho subtil dela.

O seu oásis de pensamentos e ideias revoltas, como revoltos seus cabelos ondulados, ali na almofada.

O seu lugar favorito é a insónia onde a ama enquanto ela não o vê. Enquanto derruba aqueles muros que há luz do sol os separam. Era da noite, aquela que o acolhia e lhe devolvia tudo o que o dia lhe roubara. Ele era dela, dos braços dela e do coração das horas longas das madrugadas em que os olhos não se fechavam.

 

tags:
publicado por Marina Ricardo às 01:47 | link do post | comentar | ver comentários (4) | Adicionar aos Favoritos (2)