Quase

A alma tantas vezes sofrida salva-lhe o corpo que tantas vezes quer parar.

publicado por Marina Ricardo às 23:00 | link do post | comentar | Adicionar aos Favoritos (1)