perguntou ele #12

- Porque raio….? – pergunta ele.

A pergunta-se perde-se no ar, algures do outro lado a porta.

Por um lado ela sente-se grata por estarem separados por aqueles centímetros de madeira escura.

Liga o chuveiro. Abafa os passos dele, na divisão ao lado. Porque raio haveria ela de o querer ouvir? Ele não estava a ouvi-la, pois não?

A água está definitivamente quente demais. Como demais lhe parece tudo. Ao fumo aglomera-se no teto da casa de banho baixa. 

Apetecia-lhe um cigarro. Desesperar com um cigarro entre os dedos, seria definitivamente melhor do que desesperar de mãos vazias.

Tenta que a água demasiado quente do chuveiro lhe gele o pensamento. Se o congelar, não mais se preocupa com ele.

Fecha os olhos. Queria tanto esquecer. Esquecer-se dela. Esquecer-se dele, que porque raio, continuava a andar nervosamente, castigando o soalho de madeira que tinha por debaixo dos pés.

publicado por Marina Ricardo às 23:27 | link do post | comentar | Adicionar aos Favoritos