problema

Fiz um teste de atividade comunicacional que visava perceber qual o meu estilo de comunicação.

De entre os estilos disponíveis, os meus resultados incidiram, em maior número, em comunicação assertiva e agressiva.

Fui questionada pela formadora sobre a minha opinião relativamente aos dados obtidos. Respondi-lhe que tinha feito o teste sem pensar, e que tinha seguido os meus primeiros instintos de resposta. Logo, não poderia desmentir o que meu cérebro sem filtrospensava.

Não me mostrei surpreendida.

Quando o foco saiu de mim, e passou para outro colega (menos agressivo. Em níveis percentuais, ganhei em larga escala de agressividade), e disse à V., a minha ponderada colega do lado:

“Eu sei qual é o meu problema. Não tenho paciência, nem tolerância para merdas... Ainda não pensei e já disse. Isto sim é o meu problema.”

publicado por Marina Ricardo às 22:57 | link do post | comentar | ver comentários (1) | Adicionar aos Favoritos