Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Carta de amor à minha alma.

por Marina Ricardo, em 18.05.20

Amor, andei até aqui. Às vezes vim a correr de entusiamo por tanto me querer acercar de ti, outras paralisaram-me os pés por que me esqueci por que vinha.

Parou-me o corpo, muitas vezes, mas, o amor seguiu sempre apressado de por isso vim sempre andando.

Nunca deixes de me esperar. Vou a voar para o teu regaço, mal a cabeça me sai das nuvens e os pés do chumbo que às vezes lá floresce.

Não chores. Guarda as lágrimas para nos chorarmos quando nos tivermos nos braços.

Amor, a minha cabeça perdeu-se por outras ruas. Mas, o meu coração sempre soube o caminho. Daqui a nada volto a casa.

Vou chegar atrasada. Não me esperes para o jantar. Espera-me para viver.

publicado às 22:11

3 da manhã

por Marina Ricardo, em 17.05.20

Rimo-nos os dois.

O som acabou por ser abafado pela discussão de uma mãe com os filhos, no areal. Aparentemente as crianças não ficavam quietas, nem onde a mãe gostaria.

A brisa marítima arrepiava-me a pele.

- Não és muito boa a responder a mensagens, pois não...? - perguntou . Sorria. Mas, sabia a que se referia. Não havia ponta de humor na questão.

 

 

publicado às 00:07

It's All Coming Back To Me Now

por Marina Ricardo, em 15.05.20

Vi o Crepúsculo. Depois o Lua Nova. E ontem o Eclipse. 

Entretanto, voltei a ouvir as bandas sonoras. E, posso ou não posso ter comprado os Funko Pop da Bella e do Edward.

E, posso estar a um pequeno passo de ir buscar os livros à prateleira. Só para ver...

E, sim com a distância vemos ali uma série de problemas e realidades estranhas. Mas, na realidade, quem quer saber...?

Ainda tenho mais um dia de férias, por isso nunca se sabe como isto vai acabar...

 

Tags:

publicado às 19:57

🌼🌼🌼🌼🌼

por Marina Ricardo, em 15.05.20

 

publicado às 11:19

Calmaria

por Marina Ricardo, em 10.05.20

As cortinas dançam ao som da vida lá fora.

publicado às 19:22

Ponto da situação

por Marina Ricardo, em 03.05.20

Trabalhei com uma folga semanal durante um mês.
Perdi a conta as horas de trabalho diárias porque na verdade deixei de contar. Assim como já não conto as desinfeções e as lavagens das mãos.
Já não reparo do desconforto da máscara ou da viseira, nem tão pouco me incomodam os óculos de vidros embaciados.
Sinto-me muito cansada. E ligeiramente descrente por não ver a contenção e confinamento que me vende a televisão.
Todos os dias lido com caos, confusão, exagero, falta de cuidado (outras tantas faltas de respeito).
Estive esta semana em casa. A gozar folgas em atraso. E, continuo muito cansada. E, sinto que este cansaço não me vai sair do corpo durante muito tempo.

publicado às 02:22


Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Maio 2020

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31

Fotogrfias que vou instagramando




Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.