Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




É quase como ser naufrago

por Marina Ricardo, em 15.01.13

Sinto que estamos a ser engolidos pela vida. Talvez não todos, não a toda a hora, mas, estamos.

Eu tento que a vida se entale comigo, quando esta me tenta digerir com aqueles sucos ácidos que tem no estômago.

Porém, nem sempre é fácil. Contorço-me na sua boca, faço equilibrismo, a espargata. Tento magoar-lhe a língua como ela tenta calar a minha.

Uma vezes, consigo que ela abra aqueles lábios escarlate e me cuspa para terra, outras deixo-me ir, esófago abaixo. Nem sempre temos escolha, mas podemos tentar viver com ela em vez de dentro dela, dessa vida esfomeada.

Sinto que estamos a ser engolidos pela vida. Não só eu, mas os que me rodeiam. Ontem falei-lhes e as duas estão deprimidas, magoadas, a ruçar o chão.

Tive vontade de lhes dizer, ó revolta minha, que ter trabalho é bom, que mesmo que as coisas não estejam a correr bem, ter trabalho devia faze-las felizes... Mas, sei que essa premissa, por si só, é falsa. Tentei pôr-me na pele delas e não consegui. Sei que, tal como eu, devem estar cansadas, desse cansaço que não vem do corpo, mas da mente, desse que nasce em nós e não no nosso esqueleto. Tentei lembrar-me das tristezas que tinha quando trabalhava. No último emprego, sentia-me triste quando pensava que o ia perder, que dali a uns dias, umas semanas, voltava ao mesmo ou quando tinha de entrar ao serviço depois de a noite cair. O mesmo aconteceu no jornal. Claro que nesse também tinha medo de falhar, mas a confiança conquista-se, e eu foi-a colhendo grão a grão, gota a gota. Queria ajuda-las e não consegui. Tentei passar-lhes uma energia que não tinha, nem tenho,  com palavras soltas de ânimo e amor – coisas sem fim prático com uma confiança, certa e cega nesse futuro distante, que nem um cabelo recém cortado pode dar.

No fundo só queria estar no mesmo barco que elas, e não no cais. Ficar no cais, quando se vê muitos barcos é doloroso, só sendo melhor do que ficar no cais e não haver barcos. É quase como ser naufrago... e eu não gosto de naufrágios, bastou o Titanic, não é?

Não quero que a vida me engula, não quero que elas sejam engolidas. Quero que todos sejamos indigestos, incomestíveis. Quero que a vida se entale comigo... mas, nem sempre resulta.

 

publicado às 14:07


3 comentários

Imagem de perfil

De Carolinaa a 16.01.2013 às 23:23

''Quero que todos sejamos indigestos, incomestíveis. Quero que a vida se entale comigo... mas, nem sempre resulta.'' :')

Ai Meu Deus! Tão simplesmente emocionante... tão verdade. *.*

Beijinhos enormes <3*

Imagem de perfil

De Marina Ricardo a 18.01.2013 às 01:19

MUITOOOO Obrigada! :))))))))

Beijinho <3
Espero que esteja tudo ok!!
<3

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Janeiro 2013

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031

Fotografias que vou instagramando




Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.