Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




já me perdi, só me falta encontrar.

por Marina Ricardo, em 09.02.13

Sinto-me perdida - como à muito não me sentia, e cada dia mais um pouco.

Dei por mim, em casa, sempre em casa, sem grande predisposição para mais do que despir o pijama e vestir as calças xadrez. 

Vou fingindo estar bem - e há momentos em que finjo tão bem que eu própria acredito que estou bem!

Fiz pesquisas exaustivas e infrutuosas sobre cursos e mais cursos sobre nada que me diga respeito, e que jamais terei dinheiro para pagar.

Porque estou tão vazia que nesta deriva sem fim sinto-me em branco, pronta a ser preenchida com tudo o que de novo há - quem sabe o quê?

Pendurei mais pássaros na parede, e nem isso me fez voar. Dobrei origamis e nem isso me fez encolher este aperto. Pinto copiosamente as unhas com aquele preto carregado de purpurinas e nem assim…

Não sei se gosto deste eu opaco, sem brilho e cada vez mais pequenino que só se anima perante dias de casa cheia, dias em que está menos isolado e mais esquecido do conteúdo problemático da sua cabeça.

Estou perdida nas confusões dos outros, nos problemas dos outros e sem saídas para mim. Não sei qual o próximo passo a tomar- e com este tempo de espera sou capaz de me esquecer de como se anda.

Tenho perdido amigos, ou conhecidos, apagado mensagens e memórias, despejado bolsos e riscado repetidamente textos.

Tenho procurado novas bandas sonoras - baladas silenciosas, batidas ensurdecedoras de dores alheias.

Tornei-me a maior colecionadora de imagens da internet e uma as mais informadas pessoas do panorama atual...

E não vejo a tal luz ao fundo do túnel, por que, verdade seja dita, não sei onde raio se meteu o túnel. Ando em voltas, circuitos redondos que me deixam zonza e enjoada. Não vejo nada - oiço vozes dispersas que jamais chamam o meu nome.

E é dolorosa esta minha sede de mais, sem nada ter, esta minha febre de querer e não saber o quê, nem onde, nem quando...

Mas, se é como dizem estou no caminho certo. Se temos de nos perder para nos encontrarmos estou a lá chegar: já me perdi, só me falta encontrar.

 

Texto escrito ontem - hoje já me encontrei mais um bocadinho.

publicado às 23:07


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Fevereiro 2013

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
2425262728

Fotografias que vou instagramando




Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.