Jornalista de Supermercado #a verdade

Só se conhece verdadeiramente uma pessoa quando se vai com ela ás compras.

Esta é a verdade pura e dura e o caminho mais simples para a felicidade (e com saída mais acessível).

Por exemplo, quem é que quer passar o resto dos dias com alguém que leva uma lancheira térmica, com gelo, de casa para guardar os congelados que acaba de comprar (aconteceu-me hoje e ainda estou chocada)? Ou então com uma daquelas pessoas que põe tudo o que é artigo em saquinhos daqueles transparentes (onde se deve por a fruta) - ele é atum, ele é pão, ele é iogurtes? Ou com um daqueles tipos que dividem as compras no tapete por sacos (- quero que me ponha isto num saco, isto noutro e isto, sozinho, noutro).

É ali, por entre as arcas dos congelados, os legumes, as carnes e o arroz que cada um revela a sua essência; a sua mesquinhez, a sua simpatia, os seus tiques, as suas manias mais estranhas.

 

Mundo, a sério, são só mantimentos crus, embalados e capazes de coagir entre si. Vivam no limiar da loucura: deixem a vossa embalagem de leite ir ao leu e o vosso fiambre ir com o pão. Sejam ousados e tentem agir com normalidade num supermercado. É giro e não é assim tão complicado.

 

publicado por Marina Ricardo às 01:37 | link do post | Adicionar aos Favoritos (1)