Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Jornalista de Supermercado #ditados populares

por Marina Ricardo, em 09.11.13

O meu pai tem uma expressão muito boa para caracterizar as pessoas más. "Aquele não vale um carro de mato", costuma dizer. 

E, desde que comecei a trabalhar cruzo-me com muito boa gente que não vale um carro de mão cheio de mato (antes também me cruzava, mas isso agora não vem para o caso).

Há muita gente mázinha por aí. E, muitas vezes nem precisamos de grande esforço para darmos de cara com eles.

Continuo a achar que se pensasse na velha máxima "não fazer aos outros o que não quero que me façam a mim", as coisas eram super simples, claras e organizadas. Mas, preferimos ser mesquinhos e autoritários.

Acredito que todos somos bons e maus - temos os nossos momentos; uma coisa leva à outra e vivemos presos num efeito bola de neve de sentimentos. Mas, temos de pensar. Sei que ás vezes custa - mas temos. (Isto tmbém é válido para mim e para o meu pavio curto)

Às vezes, santa paciência, tenho sangue de barata e respiro e inspiro de forma compassada e lá ignoro as  frases cortantes. Outras, que se lixe, afinal não sou uma barata nehuma, sinto o mesmo veneno que me servem borbulhar-me nas veias.

Era tudo tão mais fácil se os ditados populares fossem levados à seria – amor com amor se paga, lembram-se? (se bem que hoje só me apetece um “a vingança é um prato que se serve frio”).


publicado às 23:57


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Novembro 2013

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Fotografias que vou instagramando




Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2011
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.