batalha campal

Sou das que fica.

Que grita e levanta os braços. Das que insiste mesmo quando doí muito. Das que pragueja e não chora . Das que se importa e luta.
E, meus caros isto tem tanto de poético como de estúpido.

publicado por Marina Ricardo às 19:06 | link do post | comentar | Adicionar aos Favoritos (2)