devagar, devagarinho

Tentei começar o ano com calma. Entrar com pés de lã, a meio gás.

Mas, esqueço-me sempre que sou pouco dada a calmas - que comigo é sempre com pressa, que já estamos atrasados.

Estou com uma gripe como há pouco me lembrava - dores no corpo, rouca, com a garganta em brasa, febril.

Andei a adiar a ida ao médico até ao máximo.

Hoje, depois de mais uma noite mal dormida, tive de me render.

3 dias de cama. Afinal, estamos mesmo começar devagar, devagarinho - e com cobertores à mistura.

publicado por Marina Ricardo às 11:20 | link do post | comentar | Adicionar aos Favoritos