Horas

Sinto que os meus músculos não descansam e que o meu corpo se move em círculos.
Sinto-me infinitamente à espera, esperançada que o resultado final seja diferente do padrão que se mantém há demasiado tempo.
Conto os tic's a espera que os tac's soem diferentes - têm sido sempre iguais.

publicado por Marina Ricardo às 22:47 | link do post | comentar | Adicionar aos Favoritos (1)