Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



perdemos o discernimento

por Marina Ricardo, em 08.10.18

O mundo está a tomar um rumo assustador.

Não é só o Trump. Não é só o Bolsonaro. (O Ronaldo?.)

Não é só.

Somos todos. Todos nós.

Todos nós que não estamos a saber o que fazer com a liberdade que nos foi concedida - a tão suada, tão querida liberdade.

Então, escolhemos comprometa-la.

publicado às 10:17

Mundo sinistro #1

por Marina Ricardo, em 06.11.17

Não sei se fico mais chocada com o facto de um padre ter sido pai, ou com o facto do mesmo se chamar "Giselo".

publicado às 22:47

Final de Outubro, 30°

por Marina Ricardo, em 28.10.17

Por este andar vendo os polares no eBay ( há sempre países com outras estações que não o verão) e gasto o valor amealhado em fatos de banho e havaianas com padrão de pais-natal...

22639322_103415340413200_4454112863862128640_n (1)

publicado às 16:07

crescer

por Marina Ricardo, em 23.10.17

Tenho falhado redondamente a tentativa de atualizar este blog todos os dias.

Passo o dia a escrever, dentro da minha cabeça, e quando chego a casa, não consigo escrever- ora por cansaço extremo, ora por mão me sair letra nenhuma de lado nenhum.

Sei bem que me recuso a escrever de forma dissimulada. Sei porque que é consciente, embora finja que não (me) percebo.

Minto a mim mesma e faço de conta que não tenho nada para dizer. E tenho – tenho um mundo para contar. Outro para descortinar – dentro de mim.

Demorei muito a aceitar os meus silêncios. As minhas páginas em branco. Os interregnos do blog. Tenho aprendido a dar-me espaço onde antes só haviam letras. Acho que isto deve ser crescer. E aceitar. Custa – mas, por agora, tem mesmo de ser.

publicado às 23:37

Despedida das férias...

por Marina Ricardo, em 21.08.17

Termino hoje as férias. Regresso quarta-feira ao trabalho (amanhã estoude folga...).

Sinto-me tão eu como há muito não me sentia. Acordada. Focada. Feliz. Genuinamente feliz.

Sem estar exausta, ou a morrer de sono.

Sei que quando chegar à loja vou ter um choque qualquer de realidade e vou voltar a vestir a pele de guerreira que tenho enverado há meses. Porque sei que vou precisar dela. Porque a Marina leve que hoje vos escreve não é dura o suficiente.

Sei que esta aura de paz que criei é ténue como um nevoeiro e que pode desaparecer em breve. Mas, valeu a pena mergulhar e mergulhar dela 10 doces dias.

Pedi o medo de ler. Tenho tentado escrever. Tenho feito flores de papel. Enviado postais.

Voltei a lugares onde sou sempre feliz, voltei ao exercício. Equilibrei-me.

Tenho sido a Marina que sou, em vez da Marina que criei.

Foram umas valentes férias de mim, com regresso a mim mesma. É uma pena terem que acabar…

publicado às 23:57

Remember

por Marina Ricardo, em 16.07.17

17934082_1883670591905021_8528901440276529152_n.jp

publicado às 20:39

Dia 1 - Spirit Animal

por Marina Ricardo, em 01.05.17

n.png

publicado às 22:00

aqui

por Marina Ricardo, em 03.03.17

O vento faz o tecido dançar lentamente. Como se houvesse suavidade no momento.

Uma lágrima cai no chão magoado, de madeira clara. As velas altas, de chamas curtas, estão desalinhadas. Um centímetro para cá, dois para acolá. 

As flores, todas brancas, mortas de cor, florescerem do tapete castanho terra.

A vida morreu aqui. As horas, mortas de dor, deixam-se por cá ficar.

É aqui que falece, nasce e renasce o amor, sempre no leito tenebroso da morte.

orte.

publicado às 19:50

#bless

por Marina Ricardo, em 10.01.17

publicado às 22:08

Prantos

por Marina Ricardo, em 09.11.16

Ontem tive um dia de merda. Depois do jantar, armada em prantos, chorei tanto que achei que ia perder um olho. Ou dois.

Fui para a cama, exausta, de olhos vermelhos e cara lavada. Liguei a televisão na CNN, com a minha vida nas ruas da amargura, mas cheia de esperança.

Adormeci. O karma deu-me um sonho maravilhoso.

Acordei as 8h com uma chamada do trabalho. Forcei-me a descansar mais umas horas (afinal estou de folga...).

Acordo agora para um mundo estranho onde temos um Trump sentado na cadeira do poder e um Pedro Dias, inocente, pois claro, encarcerado na prisão.

As pessoas, em que tanto acredito, ás vezes desiludem-me. 

No dia em que o mundo podia fazer história, voltou anos luz para trás. Vamos ver o que se segue...

publicado às 10:27


Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Dezembro 2020

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031

Fotogrfias que vou instagramando




Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.