Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Perguntou ele #17

por Marina Ricardo, em 01.12.20

- O que sentes? - perguntou ele.

Tudo. Às vezes nada. Mas, por norma tudo. Muito depressa. Também me sinto muito acordada. E muito cansada. Gostava de dormir. Tu também? Mas, nunca fui muito boa a parar.
Sinto-me pronta para outra. Sabes? Afinal, qual é a graça de parar?

Encolhi os ombros, e sorri.
- Sinto que é hora de me pagares um café

publicado às 20:52

Trambolhões

por Marina Ricardo, em 23.11.20

Os dias passam, tropeço neles e continuo a correr. Aos trambolhões, de má cara, peito aberto, braços estendidos.
Fujo das letras, com tanta pressa como com a que fujo do que sinto.
E avanço. Nunca sei onde vou. Nunca paro pelo caminho.

publicado às 00:10

Despida

por Marina Ricardo, em 08.11.20

Porque a nu, olho e corpo, a única coisa que visto é cansaço.

publicado às 21:41

É a esperança o sentimento mais bonito e puro de todos.

publicado às 01:45

imaculadamente branca

por Marina Ricardo, em 04.11.20

Não te quero chamar pelo nome, Essa intimidade dar-nos-ia confiança aos dois. De eu te conhecer e tu me achares tua.

Não tomemos a liberdade de darmos esse derradeiro passo em frente.

Se te cair nos braços, não mais me volto a erguer. Estamos ambos cientes disso.

Deixa-me fingir que não te sinto o aroma, o sabor salgado a mar, na boca. Que não me apertas o coração quando te penso. Que me entorpeces a mente quando te pressinto.

Deixa-me continuar a fingir, que não te tenho a respirar-me no pescoço, que não te guardo no bolso da camisa, imaculadamente branca. Que não te sinto, medo.

publicado às 01:38

De olhos abertos

por Marina Ricardo, em 16.10.20

É o mar em que me deito, á noite, na esperança de não acordar.

São os fantasmas que me beijam a pele, as ondas turvas que me acariciam o corpo.
São as trevas que fujo com sol alto. São as letras por escrever que carrego ao peito.
São as noites que passo em claro, deitada a teu lado, enquanto fujo de tudo o que não quero sentir.

publicado às 05:21

Silêncio

por Marina Ricardo, em 12.10.20

Desamparo-me enquanto remexo em tudo o que sinto.

publicado às 01:42

Breve

por Marina Ricardo, em 16.09.20

Se te escrever frases feitas, desculpa. Nunca sei o que dizer quando nos enlutamos por sonhos. Nem os meus, nem pelos alheios.
Se te menti e te disse que vamos ficar bem, desculpa. Não te queria enganar.
Só não sei o que dizer para me voltar a fazer sentido quando quero sentir por ti. Dividir destroços.
Nunca senti o futuro morrer dentro de mim. Só tenho dores figuradas e letras perdidas para parir.
Se te menti, desculpa. Só queria pintar o mundo de cor de rosa para que te mudasses para lá.
Espero que possas reconstruir a casa em breve. Eu ajudo, se quiseres.

publicado às 00:26

Podíamos ser dois falhados felizes

por Marina Ricardo, em 15.09.20

Faço a lista de compras. 

Ovos. Leite. Farinha. Peixe talvez. Acabava já ali. Reviro os olhos e deixo o tempo tomar conta dos espaços tão desordeiros onde vivo tão amiúde.
Acordo, desacordada. Saio a correr. Sempre desassossegada. Sempre acelerada.
Falho contigo. Sempre contigo.
Agendo um pedido de perdão.
Conto que entendas.
Chego atrasada. Sempre atrasada. Sempre desassossegada. Sempre acelerada.
Conto as horas. Talvez se me perder nelas te encontre mais cedo e possamos falhar juntos. Estou cansada deste desassossego onde, sempre atrasada, acabo em aceleração rumo a destinos onde falho sempre sozinha.

publicado às 22:27

Armadilha

por Marina Ricardo, em 28.08.20

Acendes um cigarro, calmamente.

Sempre foste bom a atear fogos alheios. Calmamente.

publicado às 20:09


Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Dezembro 2020

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031

Fotogrfias que vou instagramando




Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Posts mais comentados


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.